Carla Cabanas  |  Março 2017

1/7

Bio

Carla Cabanas licenciou-se em Artes Plásticas na Escola Superior de Arte e Design, Caldas da Rainha em 2003. Concluiu o curso avançado da Escola Maumaus – Escola de Artes Visuais em 2004, em Lisboa. Em 2008, frequentou o curso de fotografia do Programa Gulbenkian Criatividade e Criação Artística. Em 2009 concluiu a Pósgraduação em Produção e Criação em Artes Tecnológicas na Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, em Lisboa.

 

O seu trabalho tem sido desenvolvido também em residências artísticas, nomeadamente: “MobileHome – Curso Experimental de Arte Contemporânea” no Lagar Portas do Céu, em Loulé, 2009; “Transitante: entre álbuns e arquivos”, Workshop Internacional de Artistas no Intendente, Lisboa, 2012. “Viagens Invisíveis”, São Tomé e Príncipe, 2013; Carpe Diem Arte e Pesquisa, Lisboa, 2013/2015 e Inter.meada Residências Artísticas, Alvito, 2015; em 2016 Walk&Talk nos Açores e Mz* Baltazar’s Lab em Viena, Áustria com Patrícia J. Reis. Ganhou uma Menção Honrosa no Premio de Fotografia Purificacion Garcia em 2012 e em 2005 o terceiro prémio de Pintura Ariane de Rothschild. Em 2010/2011 recebeu uma Bolsa do Programa INOV-Art do Ministério da Cultura de Portugal, para residir em Antuérpia e ser assistente de David Claerbout. O seu trabalho está presente na Coleção Fundação PLMJ, na Coleção BES ART, no Banque Privée Edmond de Rothschild Europe, na Colecção LPS (Stanislas y Leticia Poniatowski) e em várias coleções privadas. Expõe regularmente desde 2000.

 

Projecto

Durante o período de residência, Carla Cabanas efetuou um trabalho de pesquisa por vários arquivos fotográficos em São Miguel. Entre inúmeros registos de família, interessou-se pelas fotografias de Luisa Constantina, sendo esse o ponto de partida do seu projeto. Baseandose no conceito de retroalimentação, como de uma câmara a filmar o monitor que reproduz a sua própria imagem, Carla apropria-se de uma fotografia de Luisa a ser fotografada, dando ênfase ao efeito de feedback dos registos e das memórias.

© 2019 Pico do Refugio